Fênix Negra perde título de X-Men e diretor explica o motivo

Fênix Negra perde título de X-Men e diretor explica o motivo


Alguns fãs estranharam quando o novo filme da franquia "X-Men" ganhou materiais promocionais nos Estados Unidos apenas com o título "Fênix Negra" (ou "Dark Phoenix", em inglês), sem o uso do nome da saga. Simon Kinberg, o diretor do longa, finalmente explicou o motivo em entrevista ao "Collider". No Brasil, o nome foi mantido.

"Com 'Fênix Negra', abandonamos o 'X-Men' pelo mesmo motivo que fizemos isso com 'Logan'. Queríamos sinalizar que esse era um filme diferente do que os espectadores já viram da franquia", comentou.

Kinberg ainda apontou para um distanciamento de "X-Men: O Confronto Final", filme de 2006 que tentou adaptar o mesmo arco de quadrinhos que será contado em "Fênix Negra", no qual a heroína Jean Grey (Sophie Turner) é possuída por uma entidade maligna e poderosa.

"Eu trabalhei em 'O Confronto Final', e sempre me incomodou que o filme não tinha 'Fênix Negra' no título. Dessa vez, quisemos colocar para sinalizar para os fãs de quadrinhos que esta é a adaptação que eles queriam", continuou o diretor.

"No nosso filme, Jean e Fênix são o centro do filme, não um objeto na trama. Queríamos comunicar para o público que este é um filme sobre os personagens, focado neles", disse ainda.

"X-Men: Fênix Negra", que no Brasil ainda terá o título da saga, tem estreia marcada para 7 de junho de 2019 nos EUA. Ainda não há previsão por aqui.

Postar um comentário

0 Comentários