Sophie Turner diz que pensou em suicídio durante Game Of Thrones

Sophie Turner diz que pensou em suicídio durante Game Of Thrones


Na última terça-feira, 16, Sophie Turner participou do programa do Dr. Phil, um famoso psicólogo norte-americano que fala bastante sobre saúde mental. A estrela de Game o Thrones estava muito empolgada, pois é uma grande fã do médico, e abriu seu coração durante uma conversa de mais de uma hora sobre psicologia, aceitação e suicídio.
A atriz de 23 anos disse que, aos 17, começou a enfrentar muitos dilemas mentais e viver momentos bastante sombrios, em que lutava diariamente contra pensamentos autodestrutivos. Sophie chegou a confessar que pensava constantemente em suicídio e que só conseguia desabafar com a amiga e colega de trabalho, Maisie Williams, que passava pela mesma situação. “As pessoas comentavam sobre meu peso, sobre minha aparência, minhas espinhas. Diziam que eu não era uma boa atriz“, desabafou.
Por causa disso, a britânica começou a mentalizar tudo de negativo que diziam sobre ela e se esquecer de suas qualidades. Foi então que ela entendeu que precisava falar com mais pessoas, dizer o que estava sentido. “A gente só precisa falar com alguém e procurar ajuda(…) Você pode mudar essa coisa sobre você(…) Até hoje eu faço terapia(…) É a melhor coisa do mundo!”, garantiu.
Turner se emocionou diversas vezes durante a conversa com o Dr. Phil, mas uma em especial foi quando o psicólogo pediu para a convidada se dar conta de quantas vidas estava salvando pelo simples fato de abrir o jogo sobre sua saúde mental e inspirar outras meninas a fazerem o mesmo. “Enquanto falamos sobre isso, vamos deixar aqui embaixo na tela o número do centro de prevenção ao suicídio(…) É poderoso o que você pode fazer“, disse o especialista, levando a jovem às lágrimas.
O doutor ainda salientou a importância de pessoas e veículos “com voz” utilizarem essa fama para transformar o mundo e ajudar os outros. Sophie também contou que está encontrando agora hobbies para ocupar a mente, algo extremamente importante. A atriz ainda revelou que pretende entrar para a acadêmia de polícia e estudar leis, pois é fascinada pela universo do crime e quer entender o que leva algumas pessoas a cometerem atos tão grotescos.
Vale lembrar que hoje o suicídio é a terceira maior causa de morte entre adolescentes, que, na maioria das vezes, estão enfrentando alguma situação de bullying. Nos últimos dez anos, a taxa de suicídios na adolescência aumentou consideravelmente, e é preciso entender os porquês disso. O que pode estar agravando esse quadro? O que podemos fazer para mudar essa realidade? Como as redes sociais podem impactar positivamente (ou não) essa transformação?

Postar um comentário

0 Comentários